Emprego e formação para pessoas deslocadas da Ucrânia

Portugal deve assumir o desígnio nacional de acolher e integrar cidadãos da Ucrânia, o que naturalmente passa também pela sua integração social e profissional.

Empresas

As empresas com disponibilidade para recrutar cidadãos ucranianos podem preencher o seguinte formulário: https://formularios.iefp.pt/index.php/983354?lang=pt

O IEFP, IP fará o mapeamento das competências dos trabalhadores ucranianos acolhidos, dos locais de acolhimento/residência e das ofertas de emprego disponíveis, e entrará em contacto para apresentar candidatos, caso se verifique um ajustamento ao perfil pretendido pela sua empresa.

Quando se identifiquem cidadãos ucranianos que possam satisfazer a intenção de contratação das empresas, a oferta de emprego deve ser formalizada ao IEFP, IP, para que possa também aceder aos apoios disponíveis.

Saiba mais sobre os apoios à contratação em que estes cidadãos são elegíveis:

Cidadãos 

O IEFP, IP recolhe e divulga as vagas de emprego disponíveis em Portugal. Se está disponível para trabalhar pode inscrever-se no serviço de emprego mais próximo para receber informação sobre o mercado de trabalho, obter apoio na procura de emprego, candidatar-se às ofertas ou inscrever-se em cursos de Português Língua de Acolhimento.

Para se candidatar a uma oportunidade de emprego consulte também consultar o site do IEFP, IP, em https://www.iefp.pt/portugal-for-ukraine?tab=employment-and-training-information  ou remeter o seu CV para job.ukraine@iefp.pt

Emprego Interior Mais

  • Apoio financeiro a quem decida trabalhar em Portugal, nos territórios do Interior.
  • Consiste na atribuição de apoios financeiros pelo Instituto do Emprego e da Formação Profissional-IEFP, I.P. aos trabalhadores que celebrem contratos de trabalho por conta de outrem ou criem o seu próprio emprego ou empresa, cujo local de prestação de trabalho implique a sua mobilidade geográfica para território do Interior de Portugal.
  • Os territórios do interior estão identificados na Portaria n.º 208/2017, de 13 de julho, acessível através do link: https://dre.pt/application/conteudo/107684448
  • O apoio financeiro a conceder de montante fixo é de 6X o valor do Indexante de Apoio Social (IAS), o que equivale em 2022 a 2. 659,20 €.
  • O apoio financeiro de montante fixo é majorado em 20% por cada elemento do agregado familiar do destinatário que o acompanhe na mudança de residência para o Interior, com o limite de 3X o valor do IAS, o que equivale em 2022 a 1.329,60 €.
  • As candidaturas devem ser efetuadas no Portal Eletrónico do Instituto do Emprego e da Formação Profissional-IEFP, I.P., através do seguinte link: https://www.iefp.pt/en/apoio-mobilidade-geografica?tab=emprego-interior-mais

Rede Nacional de Espaços de Teletrabalho / Coworking

A Rede Nacional de Espaços de Teletrabalho/Coworkinhg nos Territórios do Interior de Portugal é composta por espaços devidamente equipados com computadores, impressoras e acesso à internet, divididos em áreas de diferentes tipologias, incluindo bancadas livres para diferentes períodos de ocupação, zonas privadas para videochamadas, áreas para reuniões e locais para a realização de apresentações ou ações de formação.

Estes espaços estão disponíveis a todos os cidadãos, portugueses ou estrangeiros, que desejem trabalhar em regime de teletrabalho, qualquer que seja a sua entidade patronal, pública ou privada, por conta de outrem ou por conta própria.

Estes espaços localizam-se em zonas centrais de cidades portuguesas, próximo de serviços, espaços culturais ou equipamentos destinados à prática de desporto.

Em alguns casos existe mais de um espaço de teletrabalho/coworking no mesmo município.

As Câmaras Municipais são responsáveis pelo funcionamento destes espaços, aceitam os pedidos de frequência e definem o calendário anual, o horário de utilização e as restantes regras sobre a frequência.

Cada interessado deve contactar diretamente a Câmara Municipal do município onde pretende utilizar o espaço de teletrabalho/coworking.

Encontram-se neste momento em funcionamento espaços de teletrabalho/coworking nos seguintes municípios:

Região Norte

  • Amares
  • Arcos de Valdevez 
  • Baião
  • Bragança
  • Celorico de Basto
  • Cinfães
  • Macedo de Cavaleiros
  • Melgaço
  • Miranda do Douro
  • Mirandela
  • Monção
  • Mondim de Basto
  • Paredes de Coura
  • Terras de Bouro
  • Valpaços
  • Vila Flor
  • Vila Nova de Cerveira
  • Vila Pouca de Aguiar
  • Vila Real
  • Vila Verde
  • Vimioso

Região Centro

  • Abrantes
  • Aguiar da Beira
  • Arganil
  • Carregal do Sal
  • Castelo Branco
  • Condeixa-a-Nova
  • Covilhã
  • Figueira de Castelo Rodrigo
  • Fundão
  • Góis
  • Guarda
  • Lousã
  • Mação
  • Oleiros
  • Oliveira do Hospital
  • Ourém
  • Pampilhosa da Serra
  • Penela
  • Proença-a-Nova
  • Sabugal
  • Santa Comba Dão
  • São Pedro do Sul
  • Sátão
  • Sever do Vouga
  • Soure
  • Vila de Rei
  • Vila Nova da Barquinha
  • Vouzela

Região Alentejo

  • Alvito
  • Borba
  • Castro Verde
  • Chamusca

Região Algarve

  • Alcoutim
  • Castro Marim
  • Lagos
  • Loulé
  • Monchique
  • Olhão
  • Portimão
  • São Brás de Alportel
  • Vila do Bispo